Enciumado, delegado atira para o alto e é preso

O delegado de polícia Marcelo Luís Santos Martins, de 28 anos, foi preso hoje em flagrante após atirar para o alto em uma rua em Copacabana, na zona sul do Rio. Segundo os policiais militares que o levaram para a delegacia, Martins teria ficado revoltado porque viu a ex-noiva acompanhada de outro homem em uma boate.Além do inquérito criminal, o policial responderá a uma sindicância na Corregedoria de Polícia Civil. Ele foi autuado no artigo 15 do estatuto do desarmamento que diz ser proibido o disparo de arma de fogo em via pública. A pena para este crime varia de dois a quatro anos de prisão.?Ele foi preso por um crime inafiançável e ficará à disposição da Justiça. É uma transgressão grave", disse o corregedor Jorge Abreu. Segundo ele, se as investigações comprovarem a culpa do delegado, ele pode pegar 60 dias de suspensão ou até ser demitido.Os PMs que prenderam o delegado contaram que ele não queria se identificar e ainda os agrediu verbalmente. Segundo o sargento Santos, ele teria ido da Barra da Tijuca até Copacabana atirando para o alto depois de sair da boate. O advogado de Martins, Gustavo Magalhães Vieira, apresentou outra versão para o fato. ?Ele viu um homem tentando roubar um carro e atirou para evitar que isso acontecesse.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.