Enciumou-se e cortou o pênis do companheiro

A lavradora Maria Lucilene de Souza desconfiou de estar sendo traída por seu companheiro, de 31 anos, e esperou Haroldo Andrade de Souza dormir.Na madrugada desta terça-feira, com uma faca afiada de ambos os lados, cortou o pênis dele. O casal mora no município de Peixe-Boi, a 94 quilômetros de Belém. Souza foi transportado da cidade para a capital e internado no Pronto-Socorro Municipal, em Belém, onde os médicos fizeram o reimplante do pênis.A polícia tenta localizar Maria Lucilene, que fugiu da residência do casal, enquanto vizinhos socorriam a vítima. De acordo com os médicos do PS, as chances de Haroldo recuperar totalmente suas funções sexuais são boas. O que houve foi a demora na remoção do trabalhador para Belém, e isso dificultou o trabalho de reimplante do órgão. "Eu não senti muita dor porque havia tomado umas cachaças", contou Haroldo . Ele disse que sua mulher é muito ciumenta e andava vigiando seus passos para tentar flagrá-lo em companhia de uma suposta amante. O casal teve várias discussões desde domingo passado, mas, na terça-feira, Maria Lucilene resolveu cumprir as ameaças que fazia de dar um jeito na "galinhagem" do companheiro, trabalhador braçal. "Cheguei em casa de porre e fui passando logo para a cama. Eu tava dormindo quando senti uma dor fina na virilha. Acordei e vi a mulher com a faca na mão", contou o braçal.Foi aí que Haroldo se deu conta do que havia ocorrido. Nesta quinta-feira, restabelecido da cirurgia, ele tomou uma providência: não quer mais saber de Lucilene. "Se ela fez isso uma vez, vai fazer de novo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.