Encontrada ossada de menina desaparecida há quase um mês em Sorocaba

A ossada encontrada pela Polícia Civil, no final de semana, num terreno baldio de Sorocaba é mesmo da menina Kathleen Lucas dos Santos, de 8 anos, que estava desaparecida desde o dia 7 de setembro. A confirmação veio nesta quinta-feira, 5, com o resultado do exame da arcada dentária, confrontado com a ficha odontológica de um tratamento feito pela garota na escola onde estudava. A mãe de Kathleen já havia reconhecido as roupas e o chinelo que foram encontrados junto com a ossada. As circunstâncias da morte ainda são um mistério para a polícia. A garota tinha saído de casa para ir à quermesse de uma igreja, a poucos metros, e não voltou. O corpo foi encontrado num buraco, no terreno baldio, a 500 metros da igreja, num buraco, coberto com folhas. Em razão do estado avançado de decomposição, não foi possível determinar se a menina sofreu algum tipo de violência. O delegado Acácio Aparecido Leite, responsável pelas investigações, decidiu enviar as roupas para o Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo para exames mais sofisticados, capazes de detectar manchas de sangue ou sêmen. Ele trabalha com a hipótese de homicídio, embora não descarte a possibilidade de morte acidental. Parentes próximos e vizinhos já foram ouvidos. Algumas pistas estão sendo investigadas pela equipe do delegado, mas não foram reveladas. O pai de Kathleen, o funileiro João Lucas dos Santos, acha que ela foi assassinada e quer justiça.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2006 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.