Encontrado mais um corpo no "poço dos horrores" em Guarulhos

Foi encontrado, hoje pela manhã, mais um corpo em um poço desativado na região do bairro dos Pimentas, periferia de Guarulhos, na grande São Paulo. De dentro do poço, que já vem sendo chamado de "Poço dos Horrores", o Corpo de Bombeiros já retirou 4 corpos, dois já identificados. O primeiro pertence ao metalúrgico Antonio Irineu dos Santos, de 37 anos, que possuía um bar na região onde foi encontrado; o segundo, identificado na noite de 5ª feira, é de Antonio Fernandes dos Santos, de 35 anos, conhecido como "Tonhozinho", primo da esposa de Solon Félix da Sila, de 31 anos, bandido preso na 5ª feira, suspeito de ser um dos autores do crime.Solon já havia sido preso em meados de fevereiro, quando policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) localizaram o primeiro corpo. No mesmo dia, 2 suspeitos foram presos. Um deles, Sandro Pereira de Araújo, de 26 anos, estava com 12 quilos de maconha e foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Recolhido no Centro de Detenção Provisória de Guarulhos, ele continua negando envolvimento nas mortes. O outro suspeito era o próprio Solon, que acabou sendo liberado pela Justiça dias após ter sido indiciado apenas por uso de entorpecentes.Como as investigações prosseguiram, sob o comando do delegado Cristiano Engel, da Delegacia de Homicídios de Guarulhos, informações levaram a polícia a ter indícios de que o rapaz estava envolvido em um dos crimes e ele acabou detido novamente. Segundo o bandido, na região existe uma gangue, de pelo menos 10 pessoas, envolvida em roubos e furtos de veículos, além de tráfico de drogas. O delegado seccional de Guarulhos, João Roque Américo, pediu para que a população ajude com informações anônimas, na tentativa de identificar vítimas e suspeitos.Por volta das 15h de hoje, o delegado Wellington Moura, do 4º Distrito Policial de Guarulhos, foi até o endereço onde fica o poço para acompanhar a perícia no corpo encontrado. Bombeiros continuam escavando o poço e acredita-se que existam mais corpos dentro dele. A hipótese de que o poço tenha sido utilizado como desova de corpos ainda não foi descartada pela polícia.A informação que se tem sobre o suposto autor de pelo menos um dos assassinatos é de que ele tenha 27 anos e seja conhecido como "Bambino". Ele seria responsável por uma quadrilha que cometeu vários homicídios na região. No imóvel onde se localiza o poço, a polícia encontrou também carcaças e placas de veículos roubados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.