Encontrados biólogos que se perderam em reserva ambiental

Quatros mestrandos em Biologia do Inpa foram encontrados a cerca de 40km do local onde tinha sido deixados

Liege Albuquerque, Agência Estado

25 de julho de 2008 | 17h28

Os quatro mestrandos em Biologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) que estavam perdidos desde anteontem na reserva Adolpho Ducke foram encontrados pelos bombeiros por volta da meia-noite de hoje (25). Foram encontrados mais de 36 horas depois de terem se perdido, enquanto coletavam insetos aquáticos.   As buscas haviam cessado ontem às 18 horas, mas moradores das proximidades avisaram aos bombeiros que havia movimentação a cerca de 40 quilômetros do local onde os rapazes haviam sido deixados na manhã de quarta-feira.   Ao serem encontrados, Paulo Vilela Cruz, 23 anos, de Rondônia, André Silva Fernandes, 23 anos, de Goiânia, Galileu Petronildo Silva Duarte, 26 anos, do Rio Grande do Norte e Ricardo Scherer, 26 anos, do Rio Grande do Sul, não quiseram ser levados a um hospital.   "Fomos direto para casa ligar para nossos familiares e tranqüilizá-los", afirmou Galileu. Segundo o biólogo, eles cometeram um erro "primário": saíram de uma bifurcação dentro da reserva, caminharam por duas horas, fizeram as coletas e, na volta, em vez de escolherem o caminho correto, à esquerda da bifurcação, foram pela direita.   O biólogo contou que ele e os amigos, ao perceber o erro, voltaram pelo mesmo caminho, mas anoiteceu. "Durante esse tempo, não nos faltou água, porque a reserva tem vários igarapés, mas a fome apertou", afirmou Ricardo. "Daí afastamos folhas e dormimos um pouco", contou Galileu. No dia seguinte (ontem), eles encontraram um acampamento do próprio Inpa. "Era uma cabana onde tinha estocado arroz, óleo, sal. Comemos, descansamos e continuamos a procurar o caminho de volta".   Os rapazes afirmaram que, durante o período em que estavam perdidos, mantiveram a calma. "A área da reserva é toda marcada com placas de PVC a cada 500 metros: era só voltar o senso de direção".

Tudo o que sabemos sobre:
biólogosperdidosencontradosrondônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.