Encontrados corpos de ocupantes de avião desaparecido no Rio

Monomotor estava desaparecido desde o dia 30; três corpos foram encontrados em estado de decomposição

Fabiana Marchezi, estadao.com.br, com Agência Brasil

07 de janeiro de 2009 | 14h50

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro confirmou na tarde desta quarta-feira, 7, que foram encontrados os corpos dos três ocupantes do monomotor que desapareceu no Parque Estadual da Serra da Concórdia. O avião estava desaparecido desde o último dia 30, quando decolou do Aeroporto Carlos Prates, em Belo Horizonte, Minas Gerais, em direção a Jacarepaguá, no Rio.  Pela manhã, as equipes de resgate localizaram os destroços da aeronave e continuaram as buscas na região, onde os corpos do empresário Antônio Pereira da Mata, de 64 anos, da mulher dele Irene Barbosa Pereira, de 59, e da filha, Elisa Barbosa Pereira, de 36, foram encontrados em avançado estado de decomposição.  Nos últimos dias, cerca de 20 bombeiros trabalharam nas buscas ao monomotor e às vítimas. As equipes, compostas por bombeiros de Vassouras, Valença, Barra do Piraí e o Grupamento Florestal de Magé, vasculhavam em diferentes pontos do Parque Estadual da Serra da Concórdia. De acordo com o tenente-coronel Willian Vieira, do Comando de Bombeiros da região sul do estado, o mau tempo e as chuvas foram as grandes dificuldades encontradas pelas equipes de busca. "Choveu muito na serra e existem algumas trilhas abertas. Nós estamos seguindo essas trilhas e abrindo outras para que possamos ter acesso a áreas mais remotas da Serra da Concórdia", afirmou Desde segunda-feira, 5, uma equipe com 50 homens do Corpo de Bombeiros assumiu a busca por terra com cães farejadores na região da Serra da Concórdia. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a documentação do piloto e da aeronave estava regularizada. De acordo com a Central de Comunicação da Aeronáutica, o Serviço de Salvamento Aéreo foi acionado no último domingo, mas não chegou a realizar buscas com as duas aeronaves disponíveis para o serviço por causa do mau tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.