Enfermeira tenta matar ex-marido para ficar com o seguro

A polícia civil de Taubaté, no Vale do Paraíba, investiga a participação da enfermeira Kesey Lidiane Silva Trindade no assalto e tentativa de homicídio do sargento do Comando de Aviação do Exército, Sidnei Messias de Trindade, de 24 anos. O militar, que é ex-marido da enfermeira, pode ter sido alvo de uma emboscada na noite de ontem. Apesar de baleado com quatro tiros, o sargento conseguiu sobreviver. Mesmo internado, contou à polícia que foi chamado pela ex-esposa para uma reconciliação. Na noite de quarta-feira, o sargento foi buscar a enfermeira no Hospital São Lucas, onde a acusada trabalhava, para que os dois conversassem. A enfermeira pediu então que o ex-marido a levasse a um bairro da periferia para atender um paciente. Assim que chegou ao bairro do Barranco, na Estrada João Gadioli, o casal andou cerca de 20 metros, em direção a uma casa. Foi neste momento que Kesey simulou esquecer um termômetro no carro e pediu que a vítima voltasse para buscar no veículo. Ao chegar próximo ao veículo, o militar foi baleado e ainda lutou com um homem, identificado pela polícia por Alexandre de Castro Pereira. Fingindo estar morto, o sargento ficou caído em um matagal e o homem fugiu com o veículo. Na fuga, moradores viram que a enfermeira entrou no carro. Os depoimentos foram relatados à polícia. Os acusados estão foragidos e trabalhavam juntos no hospital. O sargento continua internado. O motivo do crime seria a apólice de um seguro de vida no valor de R$ 60 mil, cuja beneficiária seria a ex-mulher da vítima. O veículo roubado na ação foi encontrado no mesmo dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.