Franklin Freitas
Franklin Freitas

Engavetamento envolvendo mais de 20 veículos deixa ao menos 8 mortos no Paraná

Acidente aconteceu na BR-277, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba; todos os feridos foram levados para hospitais da região, mas ainda não há identificação das vítimas

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2020 | 03h28

CURITIBA - A Polícia Civil de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), deve ouvir nos próximos dias testemunhas e o motorista do caminhão que se chocou com vários carros em um engavetamento no quilômetro 77 da rodovia BR-277, no bairro Afonso Pena, na divisa entre Curitiba e São José dos Pinhais, sentido Paranaguá. O acidente envolveu 23 veículos, deixou oito mortos e outras 21 pessoas feridas na noite de domingo, 2. Uma das vítimas tem quadro de saúde gravíssimo, com risco de morte.

O Corpo de Bombeiros, que esteve com equipes no local do acidente, acredita que a neblina e a fumaça provocada por uma queimada à beira da estrada tenham provocado a tragédia. A primeiro-tenente da corporação, Camila Mahmoud, disse que as imagens mostram a pouca visibilidade do local. "Em princípio e de acordo com as filmagens, a fumaça não subiu e, com a neblina, ficou sem visibilidade alguma". .

Ela alertou, ainda, sobre o aumento no número de queimadas na região. “Estamos passando pela maior estiagem dos últimos 20 anos. Com isso, aumentaram em 77% o número de queimadas em relação ao ano passado”, argumentou.

Sobre os depoimentos, a assessoria da Polícia Civil do Estado informou que “caso seja constatada a ocorrência de crime, será instaurado inquérito policial". A identidade do motorista não foi divulgada, mas o teste de bafômetro feito logo após o acidente deu negativo.


Nem todas as vítimas estavam em seus veículos. O casal Fernando Jaroz e Ester Nunes, além da irmã de Ester, Jessica Nunes, caminhavam pelo acostamento, segundo relatos de testemunhas, quando foram atingidos pelo caminhão. O casal havia deixado o bebê de três meses na casa da avó paterna.

Entre as vítimas também estavam a técnica em enfermagem Jurema Elvira Ferreira dos Santos e a estudante Emanueli de Fátima dos Santos Ferreira, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A instituição emitiu nota oficial lamentando a morte de ambas.

Jurema ocupava o cargo de técnica em enfermagem na Seção de Políticas Afirmativas, Assuntos Estudantis e Comunitários do Setor Litoral. Emanueli era estudante do curso de licenciatura em Educação Física e bolsista voluntária do projeto de pesquisa Territórios Urbanos e Oferta de Programações Esportivas, também do Setor Litoral.

Segundo dados do Corpo de Bombeiros, sete pessoas morreram no local. A oitava vítima foi levada para o Hospital Cajuru, em Curitiba, mas não resistiu. Outra pessoa encontra-se sob risco de morte e as demais 21 vítimas apresentam ferimentos leves. Também foram contabilizados 16 carros (sendo uma viatura da PM), cinco motocicletas e um caminhão atingidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.