Engenheiro e filhos desaparecem no Rio Iguaçu

O engenheiro João Carlos Rombaldi, 40 anos, e seus filhos João Paulo, 14 anos, e Diogo Vicente, 12, estão desaparecidos desde a tarde de segunda-feira, quando passeavam com um barco pelo Rio Iguaçu, nas proximidades da Usina Hidrelétrica de Salto Osório, a 490 quilômetros de Curitiba, no sudoeste do Paraná. Bombeiros encontraram apenas destroços do barco e pedaços de coletes salva-vidas. O engenheiro, que trabalha para a Eletrosul, saiu com o barco da prainha de Quedas do Iguaçu, em direção à usina, operada pela Gerasul, em Santa Catarina. De acordo com testemunhas, a cerca de 400 metros da barragem, o motor do barco teria parado. A correnteza forte puxou o barco para um dos vertedouros que estavam abertos. Rombaldi ainda jogou uma corda para o vigia, mas ela não resistiu à força da água.

Agencia Estado,

27 de fevereiro de 2001 | 17h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.