Entenda a operação contra a Máfia dos Caça-Níqueis

No dia 13 de abril, a Polícia Federal deflagrou a Operação Hurricane (furacão, em inglês) em que 25 pessoas foram presas, sob a acusação de participar de uma extensa rede de corrupção que envolveria juízes, delegados e bicheiros, na exploração do jogo ilegal. Desde o dia 13, já foram cumpridos 70 mandados de busca e apreensão e 25 mandados de prisão contra chefes de grupos ligados a jogos ilegais, empresários, advogados, policiais civis e federais, magistrados e um membro do Ministério Público Federal. A investigação começou há um ano na 6ª Vara Federal do Rio, com a juíza Ana Paula Vieira de Carvalho e, em setembro de 2006, foi remetida pelo procurador geral da República, Antônio Fernando de Souza, para o Supremo Tribunal Federal, devido ao surgimento do nome do ministro do Supremo Tribunal de Justiça Paulo Medina. A partir de então, o inquérito 2.424/2006 passou a ser presidido pelo ministro do STF Cézar Peluso. Ele autorizou a instalação de escuta, inclusive, no gabinete do desembargador federal José Eduardo Carreira Alvim, ex-vice-presidente do TRF do Rio. O esquema Embora todo o caso esteja sendo investigado sob sigilo de Justiça, a operação desbarata uma quadrilha que agia em favor de um esquema de lavagem de dinheiro em bingos e casas de caça-níqueis. Entre os presos estão dois desembargadores do Tribunal Regional Federal do Rio, um juiz do Tribunal Regional do Trabalho de Campinas, um procurador regional da República no Rio, dois delegados federais e o advogado Virgílio de Oliveira Medina, irmão do ministro Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça. Contra Virgílio, por exemplo, pesa o fato de ele ter sido flagrado em gravações pedindo propina para intermediar uma liminar de seu irmão a favor dos bingos, o que revela indícios de que no organograma da quadrilha ele serviria de ponte entre a organização e o Judiciário. Entre os presos estão antigos líderes do jogo do bicho, como Ailton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães - Presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Ele foi um dos envolvidos com o jogo do bicho condenado pela juíza Denise Frossard em 1993. Há também Aniz Abraão David, o Anísio - presidente de honra da Beija-Flor, campeã do carnaval carioca. De acordo com o delegado federal Emanuel Henrique Oliveira, "há fortes indícios" de que o sambista tenha usado recursos do jogo do bicho para manipular o resultado do carnaval carioca. Nos últimos cinco anos, a beija-flor foi campeã quatro vezes. Segundo a PF, outro envolvido no esquema é o delegado federal Carlos Pereira da Silva, chefe da Delegacia de Niterói, acusado pela Polícia Federal de receber ?caixinha? para beneficiar bingos. Jaime Garcia Dias é acusado de ser o principal lobista em favor de bingos e fabricantes de máquinas caça-níqueis entre policiais e magistrados. Abaixo, lista com todos os presos. Documentos apreendidos Desde sexta-feira, a PF já apreendeu mais de duas toneladas de documentos, computadores, além de uma série de artigos de luxo, apreendidos junto com os acusados. A apreensão mais curiosa ocorreu em um cofre do bicheiro Ailton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães, onde foram encontrados 27 relógios de pulso luxuosos. Indignados com a falta de informações sobre o inquérito, os advogados dos presos orientaram os seus clientes a não falar nos depoimentos à PF, durante a prisão temporária de cinco dias. Eles reclamam que não conhecem os fatos que levaram os clientes à prisão e os orientaram a só falar em juízo. Diante do silêncio da maioria dos presos, a Polícia Federal resolveu mudar a prioridade nas investigações do esquema irregular dos jogos de máquinas caça-níquel, e vai se concentrar na documentação apreendida durante a operação. Os documentos somam cerca de duas toneladas, incluindo papéis e discos rígidos de computadores. Um avião precisou fazer duas viagens entre Brasília e Rio de Janeiro, para transportar todo o material. O STF somente deverá liberar o acesso dos advogados ao inquérito ao longo desta semana. Essa falta de informações poderá dar munição para as defesas pedirem a anulação do inquérito sob alegação de cerceamento de defesa. Carros e dinheiro Os 51 veículos apreendidos pela Polícia Federal na Operação Hurricane foram avaliados em cerca de R$ 10 milhões, incluindo uma Mercedes-Benz de cerca de R$ 550 mil. Além dos veículos, a PF apreendeu cerca de R$ 10 milhões em dinheiro, R$ 5 milhões em talões de cheques, US$ 300 mil, 34 mil euros e 400 libras esterlinas. Grande parte do dinheiro estava escondida numa das casas revistadas, atrás de uma parede falsa, que foi arrebentada a marretadas pelos agentes federais. Quem são os 25 presos Ailton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães - Presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Foi um dos envolvidos com o jogo do bicho condenado pela juíza Denise Frossard em 1993. Aniz Abraão David, o Anísio - Presidente de honra da Beija Flor, campeã do carnaval carioca. Foi acusado de ser mandante do desaparecimento de dois jovens, em Niterói, em 1981, no caso conhecido como Misaque-Jatobá. Antônio Petrus Kalil - Após a morte de Castor de Andrade, em 97, Kalil, o Turcão, tornou-se o mais importante bicheiro do Rio. Condenado em 1993. Carlos Pereira da Silva - Delegado federal, chefe da Delegacia de Niterói. Acusado pela Polícia Federal de receber ?caixinha? para beneficiar bingos. Respondeu a processo por ter trocado tiros com escrivão. Ernesto da Luz Pinto Dória - Juiz da 15.ª Região do Tribunal Regional do Trabalho, em São Paulo. Trabalhou como corregedor regional do TRT entre os anos de 2000 e 2002. Jaime Garcia Dias - Acusado pela PF de ser o principal lobista em favor de bingos e fabricantes de máquinas caça-níqueis entre policiais e magistrados. João Sérgio Leal Pereira - Procurador da República. Acusado de integrar esquema de fraudes em sentenças judiciais. Está afastado do cargo. Foi preso na Bahia. José Eduardo Carreira Alvim - É desembargador federal. Até quarta-feira, era vice-presidente do Tribunal Regional Federal. Seria o presidente no próximo biênio, por ser o mais antigo desembargador, mas sua candidatura foi rejeitada. José Ricardo Regueira - Desembargador federal. Foi acusado de ter participado de esquema de fraude na distribuição de processos no Espírito Santo. Susie Pinheiros Dias de Mattos - Delegada da Agência Nacional do Petróleo. Atuou no Departamento de Inteligência. Assumiu a Corregedoria da ANP em 2006. Virgílio de Oliveira Medina - Advogado. Irmão do ministro Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Flagrado nas gravações pedindo propina para intermediar uma liminar de seu irmão a favor dos bingos. Sérgio Luzio Marques de Araújo - Advogado. Representante dos bingos. Irmão do juiz federal Marcelo Luzio. Ana Claudia Rodrigues do Espírito Santo Delmiro Martins Ferreira Evandro da Fonseca Francisco Martins da Silva José Renato Granado Ferreira Julio Guimarães Sobreira Laurentino Freire dos Santos Licinio Soares Bastos José Luiz Rebello Luiz Paulo Dias de Mattos Marcos Antônio dos Santos Bretas Paulo Roberto Ferreira Lima Silvério Néri Cabral Junior

Agencia Estado,

16 Abril 2007 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.