Enterradas duas vítimas da queda do avião da banda Calypso

Corpo do piloto Eurico Pedrosa Neto e do produtor da banda Calypso, Gilberto Silva foram sepultados

Angela Lacerda, de O Estado de S. Paulo,

24 de novembro de 2008 | 17h52

Foram sepultados nesta segunda-feira, 24, os corpos das duas vítimas do acidente com o avião bimotor King Air B200, que caiu no final da manhã de domingo, 23, no bairro de San Martin, zona oeste do Recife. A aeronave, que transportava 10 pessoas e vinha de Teresina (PI), já havia iniciado os procedimentos de pouso para aterrissar no Aeroporto Internacional dos Guararapes, quando perdeu potência e caiu no bairro residencial, sem ferir ninguém no solo.   Veja também:  Bimotor da banda Calypso cai e mata dois em Recife   De acordo com a Defesa Civil do Recife (Codecir), nove casas foram atingidas na queda da aeronave - entre as ruas Imbituba e Mineirolândia - e sete delas tiveram de ser desocupadas por medida de segurança. Os destroços da aeronave foram retirados com ajuda de caminhões e guindaste numa operação acompanhada pela Comissão Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa), que tem 90 dias para apurar as causas do acidente. Para o coordenador do órgão, João Carlos Bieniek, é fundamental a apuração de todos os indícios que levaram à queda para evitar acidentes futuros.   O corpo do piloto Eurico Pedrosa Neto, foi enterrado no cemitério de Santo Amaro, no Recife. Ele foi reverenciado pela sua habilidade e experiência, que teriam impedido uma tragédia maior. O corpo da segunda vítima, produtor da banda Calypso, Gilberto Silva, de 46 anos, foi levado para ser enterrado em Campina Grande, na Paraíba, onde morava sua família. A aeronave pertencia a Chimbinha, compositor e guitarrista da Calypso, mas estava arrendado à empresa Exclusive Fly. A aeronave transportava empresários e o deputado federal por Pernambuco, Eduardo da Fonte (PP).   Os integrantes da Calypso viajaram de ônibus de Teresina para Fortaleza onde tinham compromisso. Gilberto estava de folga e iria ficar com a família em Campina Grande. Chimbinha, muito ligado a Gilberto, e a cantora Joelma, petendiam participar do sepultamento do amigo, na tarde de desta segunda-feira, 24, no cemitério Araxá.   Os outros oito passageiros ficaram feridos e foram atendidos em hospitais do Recife. O único em estado grave, o empresário Valmir João de Oliveira, está em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Joana, com perspectiva de recuperação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.