MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO
MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Entidades arrecadam doações para Mariana; água é prioridade

Há pontos de recebimento em Mariana, em Belo Horizonte e em São Paulo, além de conta bancária para doadores de outros estados

O Estado de S. Paulo

06 Novembro 2015 | 17h34

SÃO PAULO -  Entidades pelo País estão arrecadando doações para as pessoas que ficaram desabrigadas após o rompimento de barragem na cidade de Mariana, em Minas Gerais, na quinta-feira, 5. Água e itens de higiene são a prioridade.

A Prefeitura de Mariana informou que preferência é por materiais de uso pessoal como escovas de dente, toalhas de banho, copos, talheres e pratos descartáveis. Também é importante a doação de água potável. A administração municipal não está recebendo colchões, cobertores e roupas porque muitos desses itens já foram doados.

Os interessados podem deixar os objetos no Centro de Convenções Alphonsus Guimaraens, na Avenida Getúlio Vargas, s/n°, no centro de Mariana.

A Prefeitura também dispôs uma conta bancária para receber doações de fora do município: Banco do Brasil, CNPJ: 18.295.303/001-44, Agência: 2279-9, Conta Corrente: 10.000-5. 

A filial em Minas Gerais da Cruz Vermelha pede à população água mineral. "No momento não é necessária a doação de outros itens", informou a entidade. As garrafas e galões de água podem ser entregues na sede da Cruz Vermelha em Belo Horizonte (Alameda Ezequiel Dias, 427). Os donativos serão organizados pelos voluntários e encaminhados à Defesa Civil de Mariana. Mais informações pelos telefones: (31) 3239-4211 e (31) 3239-4223.

A Legião da Boa Vontade (LBV) em São Paulo e em Belo Horizonte está mobilizando a população para angariar doações. Em parceria com a Defesa Civil, a entidade abriu dois postos de arrecadação para angariar: roupas limpas e em condições de uso para crianças e adultos; peças íntimas novas; pijamas; chinelos; toalhas de banho; lençóis; travesseiros; creme dental; escova de dentes; shampoo; sabonete; absorvente; e fraldas.

Os donativos podem ser entregues nos endereços:

São Paulo: Avenida Rudge, 908, Bom Retiro. Telefone: (11) 3225-4500.

Belo Horizonte: Avenida Cristiano Machado, 10.765, Planalto. Telefone: (31) 3490-8101.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.