Entidades querem integrar investigação do acidente no metrô

Uma comissão formada por sindicatos, confederações de trabalhadores e federações elaborou nesta segunda-feira um documento que será enviado ao governador de São Paulo, José Serra, reivindicando participação nas investigações do acidente ocorrido na futura estação Pinheiros da Linha Amarela. O desabamento, ocorrido dia 13 de janeiro, deixou seis mortos.Segundo o documento, as entidades querem integrar a equipe técnica que fará, sob a coordenação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), a investigação das causas do acidente, "bem como a realização de uma avaliação das condições técnicas e de segurança de toda a obra"."Com isso, pretende-se garantir a transparência do laudo que deverá ser elaborado pelo IPT, já que, por ser um órgão governamental, poderá despertar suspeitas sobre suas conclusões, jogando por terra todo o esforço que se fará necessário para a sua elaboração", diz a nota. Há ainda a preocupação em contribuir com o restabelecimento da confiança da população nas obras do Metrô, resgatando a imagem de empresa séria, competente e preocupada com os impactos ao meio urbano.O documento é assinado em conjunto pelo Sindicato dos Metroviários de SP, Federação Nacional dos Metroviários (Fenametro), Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo(SEESP), Sindicato dos Arquitetos do Estado de São Paulo (SASP), Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia (SinTPq), Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado de São Paulo (SINTAEMA), Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Confederação dos Trabalhadores na Industria da Construção Civil (CONTICON) e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes (CNTT-CUT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.