Entrevista acaba em socos

Após agressões entre candidato ao Senado e jornalista, programa de TV sai do ar no Acre

Nayanne Santana ESPECIAL PARA O ESTADO RIO BRANCO, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2010 | 00h00

O candidato ao Senado pelo Acre João Correia (PMDB) e o jornalista Demóstenes Nascimento trocaram insultos e socos ontem durante a gravação de entrevista na TV 5, afiliada da Band no Acre.

João Correia reclamou das perguntas feitas por Demóstenes, que segundo ele tinham como propósito desmoralizá-lo. A discussão começou ao vivo, mas o jornalista interrompeu a transmissão para evitar constrangimentos. Os dois trocaram mais insultos, socos e pontapés no estúdio.

Moral e física. Na volta do intervalo, já sem a presença de Correia no estúdio, Nascimento voltou a aparecer para explicar que o programa seria interrompido porque tinha sido alvo de uma agressão "moral e física".

Pouco depois o vídeo circulava na internet. O Estado do Acre foi parar na lista dos temas mais comentados no Twitter.

Os dois envolvidos procuraram o 8.° Distrito Policial de Rio Branco para registrar a agressão. A Polícia Federal informou, em nota oficial, que vai apurar a agressão mútua.

O ex-deputado federal João Correia foi orientado a procurar o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AC) para denunciar a agressão.

Federação Nacional dos Jornalistas (Fenarj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre repudiaram a atitude do candidato e prestaram solidariedade ao jornalista Demóstenes Nascimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.