Entrevista com condenado por morte de Chico Mendes e confirmação de suspeita de propina são destaques desta quarta

Recusa de Pelé em sortear grupos da Copa e abertura de processo contra consórcio da Petrobrás também repercutiram

O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2013 | 18h21

A entrevista do fazendeiro Darly Alves da Silva, condenado por mandar matar o líder seringueiro Chico Mendes, e a confirmação da Siemens à Polícia Federal da suspeita de propina a agentes públicos brasileiros foram as principais notícias desta quarta-feira, 4. Veja os assuntos que estiveram em evidência durante o dia:

‘Sempre sobrevivo’, diz condenado por mandar matar Chico Mendes.

Siemens admite à PF suspeita de propina.

'Pé-frio', Pelé se recusa a participar do sorteio dos grupos da Copa do Mundo.

Pelé grava filme publicitário em lanchonete (Foto: Sérgio Castro/Estadão)

Triunfo vence disputa por três rodovias, com deságio de 52% em tarifa.

Dólar fecha a R$ 2,389, a maior cotação desde 22 de agosto.

Reajuste do combustível não será automático, informa Petrobrás.

Produção da indústria cresce 0,6% em outubro, com alta em 21 de 27 setores.

Fifa reduz cota de bilhetes à venda para sedes atrasadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.