Epidemia de sarampo está controlada na Bahia, diz secretário

Apesar de ainda haver 119 casos suspeitos de sarampo sendo investigados pelo Laboratório Central Gonçalo Muniz (Lacen), o secretário de Saúde da Bahia, Jorge Solla, foi categórico nesta segunda ao afirmar que a epidemia da doença está debelada. Até o momento, 47 pessoas já foram contaminadas pela doença no Estado. "O último caso confirmado é de uma suspeita notificada há mais de 60 dias e essa margem permite dizer que a epidemia não existe mais", afirma. "De toda forma, a intensificação vacinal continua, já que estamos no período de alta estação para o turismo." De acordo com Solla, nos 20 dias de campanha de vacinação contra o sarampo na Bahia, 891.457 pessoas foram imunizadas - destas, 756.617 eram homens de 12 a 39 anos, o público-alvo da campanha. "A cobertura de vacinação do público-alvo foi de 86,2% em menos de três semanas", comemora. "Como comparação, em todo ano passado foram aplicadas 559.036 doses da vacina." De acordo com dados da secretaria, foram confirmados casos nos municípios de Filadélfia (26), João Dourado (18), Senhor do Bonfim (2) e Irecê (1), todas na região centro-norte do Estado. Os 119 casos sob investigação estão distribuídos em 58 municípios. Outros 510 casos suspeitos foram descartados até o momento.

Agencia Estado,

05 Fevereiro 2007 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.