Equipe de filme pornográfico é presa em Valinhos

Sons eróticos vindos de uma chácara no Jardim Apinas, em Valinhos, na região de Campinas, resultaram em uma denúncia dos vizinhos à Polícia Militar da cidade. Os denunciantes especularam que no local se praticasse pedofilia, tráfico de drogas e porte de armas. Ao entrar na chácara com um mandado de busca e apreensão, porém, a PM se deparou com um set de gravação de filmes pornográficos. Quinze pessoas, entre eles quatro estrangeiros, foram detidas e levadas ao 1º Distrito Policial da cidade, sob a acusação de perturbação da tranqüilidade. Depois de lavrar a ocorrência, o delegado Rubens Urbano Leal liberou o grupo. Ele disse que irá chamar novamente os acusados para novos depoimentos na próxima semana. Na chácara, a polícia apreendeu dezenas de filmes fotográficos, de fitas de vídeo, câmeras, acessórios eróticos e anabolizantes. Leal solicitou as notas fiscais dos materiais para avaliar se são regulares. O produtor Marcos Alexandre Azevedo, disse que tem uma produtora de vídeo pornográfico e estava fazendo gravações no local, com atores profissionais, para serem comercializadas. A equipe inclui os atores travestis e técnicos. Dos quatro estrangeiros, três são norte-americanos e um é francês. Eles entraram no Brasil com vistos de turistas. Leal explicou que encaminhará o caso à Polícia Federal. Caso fique confirmado que os estrangeiros estavam no Brasil a trabalho, mas usando visto de turista, eles poderão ser deportados. "Foi uma contravenção que nem pode ser caracterizada como ato obsceno, porque eles não estavam expostos ao público", comentou o delegado. Ele explicou que a produção de vídeo pornográfico não caracteriza crime, desde que tudo esteja regular, da situação da empresa ao contrato com os funcionários e atores. O grupo contou que aluga a chácara em Valinhos há um ano para a produção dos filmes.

Agencia Estado,

16 de maio de 2002 | 18h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.