Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Equipes de socorro buscam mais 2 pessoas

Trabalhos de buscas por vítimas nas áreas de deslizamento de terra em Salvador, especialmente nos dois pontos mais críticos - Barro Branco e Marotinho -, seguiram noite adentro

Heliana Frazão, ESPECIAL PARA O ESTADO

27 de abril de 2015 | 23h10

SALVADOR - Os trabalhos de buscas por vítimas nas áreas de deslizamento de terra em Salvador, especialmente nos dois pontos mais críticos - Barro Branco e Marotinho -, seguiram noite adentro. Usando retroescavadeiras, o Corpo de Bombeiros e técnicos da Defesa Civil continuavam nos dois locais até pelo menos as 22 horas de ontem. A expectativa era de encontrar pelo menos mais duas pessoas que estão sobre os escombros no Barro Branco, onde uma rua inteira foi destruída, soterrando diversas residências. 

De acordo com informações do Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi levada a maioria das vítimas, Jeane da Cunha Bispo e um menino, de 8 anos, cuja identidade não foi revelada, continuavam hospitalizadas até as 23 horas de ontem em estado grave. Os dois foi atingidos durante o deslizamento de terra registrado durante a madrugada na localidade de Marotinho, em Bom Juá.

Exército à disposição. À noite, em telefonema ao governador da Bahia, Rui Costa (PT), e ao prefeito ACM Neto (DEM), a presidente Dilma Rousseff colocou o Exército à disposição para ajudar no resgate das vítimas. “É com grande pesar que soube dos deslizamentos que atingiram a cidade de Salvador, na Bahia, nesta segunda-feira, causando perda de vidas, deixando feridos e desabrigando diversas famílias”, declarou a presidente.

Dilma também informou que o ministro da Integração, Gilberto Occhi, irá a Salvador hoje para fazer um sobrevoo sobre as áreas atingidas pela chuva na capital baiana e realizar um levantamento da ajuda necessária. O governador cancelou uma agenda de viagens pelo interior do Estado para ficar em Salvador, acompanhando os trabalhos. 

Tudo o que sabemos sobre:
Salvadordeslizamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.