Equipes localizam corpo de vice-prefeito de Agudo (RS)

Hilberto Boeck era um dos desaparecidos em desabamento de ponte; número de vítimas chega a 3

Sandra Hahn, da Agência Estado, O Estado de S. Paulo

07 Janeiro 2010 | 15h19

Foi localizado na tarde desta quinta-feira, 7, o corpo do vice-prefeito de Agudo (RS), Hilberto Boeck, às margens do rio Jacuí, na região central do Rio Grande do Sul, segundo informou a Brigada Militar, por meio de nota. O corpo foi reconhecido por funcionários da prefeitura da cidade, conforme a corporação. Junto com ele, outra vítima, de 56 anos, foi localizada.

 

O vice-prefeito era um dos cinco desaparecidos desde terça-feira, 5, quando a ponte sobre a RSC-287 ruiu. Várias pessoas estavam sobre a ponte quando aconteceu o acidente, entre elas o vice-prefeito, que analisava os estragos da enchente.

 

Mais cedo, mais um corpo foi encontrado nesta quinta. Trata-se de Renato Camargo, de 32 anos, que estava desaparecido desde o acidente. Outras duas pessoas continuam desaparecidas.

 

As chuvas continuam a provocar estragos em vários pontos do Estado. Na capital gaúcha, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) interditou hoje uma ponte na zona sul da cidade. A lateral da construção de 7 metros de extensão, onde ficava uma passarela de pedestres, foi levada pela queda de um barranco e parte da pista cedeu em um buraco, informou o coordenador de fiscalização da EPTC, Edimar Pascoal.

 

A ponte fica a aproximadamente 20 quilômetros do centro da cidade e o órgão aguarda avaliação da Secretaria de Obras. Em 24 horas, Porto Alegre teve 32,5 milímetros de chuva, informou o meteorologista Gil Russo, do Instituto Nacional de Meteorologia. O habitual em todo o mês de janeiro na cidade é de 100 mm. As chuvas no Estado foram fortes na segunda e na terça-feira na região central.

 

O mau tempo deu uma trégua hoje ao Estado, quando começou a atuar uma massa de ar seco e frio, mas devem voltar no final de semana, disse Russo. Porém, o volume não deve ser o mesmo do começo da semana. Mesmo assim, a condição do solo, encharcados, fica mais prejudicada com a volta das chuvas, explicou.

 

EMERGÊNCIA

 

Desde o começo da semana, 15 municípios decretaram situação de emergência. A Defesa Civil registra 86 desabrigados - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 998 desalojados - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - em 57 cidades afetadas. O órgão contabiliza seis mortos nos últimos dias, entre os quais quatro diretamente relacionados à enxurrada.

 

Dois corpos já tinham sido encontrados em Espumoso e Candelária no começo da semana e ontem à noite foi confirmada a morte de Jair Dias da Rosa, em Barros Cassal. A quarta vítima é Renato Camargo, um dos que estavam sobre a ponte do rio Jacuí. As outras duas ocorrências incluídas no boletim do órgão são de uma vítima de choque elétrico em Faxinal do Soturno e de um raio em Caxias do Sul.

 

(Com Priscila Trindade, da Central de Notícias)

Mais conteúdo sobre:
Angra dos Reis Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.