Erro faz ''''D.O.'''' publicar celular de traficante sob investigação

O site do Diário Oficial do Estado publicou o número do celular de um traficante suspeito de abastecer quadrilha que vende drogas em presídios do Estado. Ele era investigado pelo Grupo de Atuação Especial Regional de Prevenção e Repressão contra o Crime Organizado (Gaerco) de São José do Rio Preto, mas a publicação levou promotores a interromperem as investigações e o Tribunal de Justiça (TJ) a abrir sindicância para apurar a autoria do erro.O número foi publicado quinta-feira numa página virtual do TJ. Constava no despacho de liminar dada pelo desembargador Cristiano Kuntze autorizando promotores a interceptarem novamente o celular do traficante. Segundo o promotor Marcos Antônio Lélis Moreira, o Gaerco recorreu ao TJ porque um juiz da comarca não concedeu a prorrogação das escutas. "Conseguimos a liminar, mas é lógico que as investigações ficaram prejudicadas." A divulgação do número, que deveria ter sido retirado antes de o despacho ir para publicação, quebrou o sigilo do caso, que corria em segredo de Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.