Escavação revela ossadas do século 19 e um chafariz

As obras de revitalização da Praça da Sé, com o objetivo de recuperar seu traçado original do século 18, têm revelado vestígios da história de Mariana. Durante as escavações, iniciadas em agosto, os operários se surpreenderam com a descoberta de um antigo cemitério, datado provavelmente de meados do século 19. Levantamentos históricos indicaram que um grande surto de varíola foi registrado na cidade mineira por volta de 1850 e os corpos teriam sido enterrados no adro da igreja. Enquanto operários trabalham nas escavações, orientados por arqueólogos, as ossadas surgem.O arqueólogo Jair Pazzini Lobo de Freitas conta que até o momento o único objeto encontrado entre os restos mortais foi um botão de fardamento. As ossadas recolhidas estão sendo transferidas para um cemitério municipal. O mais recente achado no local de escavação foi a base de pedra de um antigo chafariz do século 19, que estava soterrado no adro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.