Esclarecimento

Sobre os jogos que simulam estupro - reportagem do Estado de ontem - o Ministério Público Federal (MPF) reforça que não há investigação formal do caso. Embora reprove o jogo, o MPF explica a impossibilidade de atuação na esfera penal, por causa da ausência de tipo penal que puna a simulação do crime em games.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.