Escola serve almoço com veneno de rato e 36 pessoas passam mal no RS

Polícia investiga envenenamento em escola de Porto Alegre

Priscila Trindade, estadão.com.br

05 de agosto de 2011 | 10h56

SÃO PAULO - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga um envenenamento ocorrido em uma escola em Porto Alegre, nesta quinta-feira. No total, 22 alunos e 14 professores passaram mal após comerem estrogonofe com veneno de rato misturado.

 

A escola serviu a refeição no almoço e ninguém notou a presença da substância. A polícia foi acionada depois que alunos e funcionários do colégio tiveram sintomas de envenenamento, como náuseas, vômito e dor de barriga.

 

Parte dos alunos e professores foram socorridos em hospitais da região. Não há registro de pessoas em estado grave. A cozinha da escola passou por perícia e o alimento servido no almoço foi recolhido para análise.

 

O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.