Escorpiões atacam moradores em Sorocaba

Escorpiões amarelos, considerados agressivos e venenosos, estão invadindo as casas nos bairros Parada do Alto e Jardim Belmejo, próximos da região central de Sorocaba. Os bichos proliferam em terrenos baldios existentes nos bairros, entram nas residências e já foram encontrados até sobre as camas. Pelo menos quatro moradores receberam picadas. O aposentado Onofre Ferreira foi atacado na noite de domingo, na Parada do Alto. Com muitas dores, ele teve de ser medicado em um pronto-socorro. A dona de casa Ilza de Moraes achou um espécime sob o travesseiro. Ela conta que a casa havia sido dedetizada recentemente. Moradores das ruas Alaska e Estados Unidos fizeram uma busca e capturaram, em pouco tempo, cerca de 30 escorpiões de várias espécies. O resultado da "caçada" foi exibido no bairro. O mecânico Mário Soares Pimenta atribuiu ao veneno de um escorpião a morte de seu cachorro de estimação. O animal, um poodle mestiço, ganiu muito e se debateu enquanto agonizava. Pimenta encontrou um espécime do tipo amarelo dentro da casinha do cão. No Jardim Belmejo, foi vítima de uma picada o pedreiro Ivan Lopes. Ele também precisou ser medicado em um pronto-socorro. A moradora Meire Pereira achou um escorpião no vaso sanitário. Os moradores pediram à prefeitura a limpeza dos terrenos cobertos pelo mato. O chefe do setor de fiscalização de obras e terrenos, Ivan Marques, disse que a prefeitura expediu este ano mais de 40 mil notificações para proprietários de terrenos sujos, obrigando sua limpeza. Caso não sejam limpos, os proprietários terão de pagar multas de R$ 1,06 por metro quadrado, o que dá R$ 318,00 por lote padrão de 300 metros. A prefeitura mandará dedetizar as bocas-de-lobo nas ruas dos bairros infestados para acabar com as baratas, principal alimento dos escorpiões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.