Escrivão mata ladrão que matou taxista

Foi identificado como sendo Anderson Matos Rodrigues, de 27 anos, o marginal que tentou assaltar o taxista Antonio Rosedi Pereira da Silva, de 46 anos, por volta da 9 horas da noite de domingo, no Brooklin, próximo ao Morumbi Shopping. Tentando resistir, o taxista atracou-se com o ladrão e foi agredido com três tiros. Levado à santa casa de Misericórdia de Santo Amaro, o motorista chegou morto ao pronto socorro daquele hospital.Atrás do táxi havia alguns veículos, entre eles, o do escrivão de polícia José Antonio de Lima Galdioli. Ele viu a movimentação no táxi e correu em socorro ao motorista. Ao chegar o marginal já havia disparado e tentava fugir a pé. Gadioli deu-lhe voz de prisão e, segundo seu depoimento à autoridade de plantão do 96º DP - Monções, o assaltante disparou e foi atingido no revide. Foi instaurado inquérito de tentativa de roubo, homicídio e resistência à prisão seguida de morte. Ao contrário das primeira informações, o marginal não tentou assaltar outra pessoa, nem mesmo ao policial, que entrou na ocorrência como vítima da resistência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.