Escuridão pode ter feito primeira vítima fatal

As medidas impostas pelo governo federal para restringir o consumo de energia elétrica já estão sendo apontadas comoresponsáveis pela morte do ciclista Lenaldo Batista de Souza, de 56 anos, morto na madrugada deste domingo, quando trafegavapela escura Ponte Sobre o Mar Pequeno, no sentido São Vicente/Praia Grande.O perito Roberto Ferreira Patella, da Seção de Criminalística de Santos, e o escrivão Frank Reinaldo, da Delegacia de SãoVicente, não têm dúvidas em afirmar que a vítima foi colhida por um automóvel porque a ponte, que sempre foi muito bemiluminada, estava às escuras, em razão do racionamento adotado em todo o País.A vítima trafegava na faixa da direita, quando foi atingida por um automóvel, cujo condutor fugiu.Pelas condições em que ocorpo foi encontrado, o perito acredita que outros veículos acabaram passando sobre o corpo do ciclista."Ficou difícil, paraqualquer motorista, visualizar um ciclista, depois que aquela ponte ficou sem iluminação", argumentou o perito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.