Espanhol é condenado a 30 anos de prisão por assassinato na BA

Réu matou taxista, por espancamento, em um motel, em 1984, no município de Lauro de Freitas

Priscila Trindade, Central de Notícias

01 Abril 2011 | 11h26

SÃO PAULO - O espanhol Francisco Ramiro Ferreiro Espasandim, de 52 anos, foi condenado na quinta-feira, 31, pela morte do taxista Zigomar Albuquerque do Sacramento, em 1984. Ele foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado, por homicídio duplamente qualificado. O julgamento terminou por volta das 20h15.

 

Em sua sentença, o juiz Vilebaldo Freitas, titular da 2ª Vara do Júri, afirmou que o espanhol Francisco Espasandim tem uma personalidade violenta, perversa e extremamente agressiva. O espanhol espancou o taxista até a morte em 30 de setembro de 1984, em um motel, no município de Lauro de Freitas. Além dele, o também espanhol Isauro Pazos Gerpe, de 63 anos, é acusado pelo crime. Ele está foragido.

 

"Movido por uma sanha assassina incontrolável, o réu fugiu completamente de todos os padrões da compreensão humana. A mórbida sessão de tortura sofrida por Zigomar durou cinco horas e foi regada a cigarros, bebidas, cantos e danças", afirmou o magistrado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.