Especialistas elogiam declarações de Garotinho

Estudiosos da violência no Rio consideraram positiva a declaração do secretário estadual de Segurança Pública, Anthony Garotinho, de que a situação é de descontrole, uma vez que ela denota o reconhecimento da gravidade do quadro.?Há quem pense que isso pode induzir aoalarde social, mas o recohecimento da autoridade da gravidade da situação é o começo para se fazer o diagnóstico e enfrentar a violência?, disse o sociólogo Ignácio Cano, pesquisador do Insituto Superior de Estudos da Religião (Iser) e professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).A socióloga Julita Lemgruber, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania daUniversidade Cândido Mendes, também acha que a população já está em pânico e, portanto, não vai se sentir ainda mais insegura porque Garotinho admitiu o descontrole.?O povo vê televisão todos os dias, acompanha os dramas cotidianos da segurança pública. Acho louvável que o secretário admita essa situação de descontrole porque é o primeiro passo para tratar da questão seriamente e superar o problema.?O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Pachá, também comentou a declaração do secretário. ?Nenhuma instituição se sente segura?, afirmou Pachá. Para o magistrado, o Rio, sozinho, não poderá vencer a criminalidade. É preciso que haja participação do governo federal, disse. ?Ninguém pode se omitir?.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.