Esperidião Amin diz que apoio a Lula é ´para valer´

O candidato do PP ao governo de Santa Catarina, Esperidião Amin, disse, nesta quarta-feira, que a aliança política com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) candidato à reeleição é "para valer". Ele rebateu as críticas de seu concorrente no Estado, Luiz Henrique da Silveira (PSDB), de que o acordo com o PT seria um "arranjo de última hora". Se reeleito, segundo Esperidião Amin, o presidente vai concluir obras importantes para o Estado, como o trecho sul da BR-101, que liga Florianópolis com Porto Alegre, e apoiar as atividades agroindustriais do Estado, forte exportador de carne suína e de frango. "Estamos todos empenhados em reeleger o presidente, pois a parceria com o governo federal será importante para Santa Catarina." Historicamente, Esperidião Amim sempre esteve alinhado com o PSDB. Ele apoiou Fernando Henrique Cardoso nas duas eleições e esteve contra Lula - e com José Serra - no pleito de 2002. Entre seus aliados, estão parlamentares da bancada ruralista, que agora dividem o palanque com militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Amin disse que divergências políticas não são insuperáveis e que a aproximação do seu eleitorado com o do PT começou nas bases, como uma reação à adesão do seu adversário ao PSDB. "Foi um acordo feito às claras e que surgiu de baixo para cima." Na prática, ele espera pelo menos obter os votos que os petistas deram para o candidato do partido, o ex-ministro José Fritsch, no primeiro turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.