Esportista carioca é preso na Indonésia por tráfico de droga

O esportista carioca Marco Archer Cardoso Moreira, de 41 anos, está preso por tráfico internacional de drogas na Indonésia, país que prevê pena de morte para este tipo de crime. Moreira foi apresentado à imprensa indonésia quatro dias depois de ser preso, conforme noticiou hoje o jornal The Jakarta Post. Ele tentou entrar no país com 13,7 quilos de cocaína. Praticante de vôo livre e morador de Copacabana, Moreira escondeu a droga em 19 sacos plásticos acondicionados na capa do equipamento.Ao ser abordado pela alfândega no aeroporto internacional de Jacarta, dia 2 de agosto, ele fugiu, largando a carga para trás. O nome dele constou na lista de procurados pelo escritório de imigração indonésio até o dia 17, quando foi capturado na ilha Sumbawa, na casa de um amigo. Moreira disse à polícia que, para levar a cocaína até Bali, havia recebido de um traficante peruano US$ 70 mil e uma passagem de volta ao Brasil. O carregamento valia US$ 3,5 milhões, segundo informou ao jornal a Agência Nacional de Narcóticos da Indonésia.O esportista disse já tinha ido várias vezes ao País mas nunca traficara drogas. A justiça de Tangerang, distrito para onde Moreira foi transferido após ser preso, já condenou traficantes à morte. Avisado pela reportagem, o Itamaraty solicitou informações à embaixada em Jacarta.

Agencia Estado,

21 de agosto de 2003 | 18h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.