Esquema gigante para o feriadão de São Paulo

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), as concessionárias de rodovias, os terminais de ônibus e o metrô montaram um gigantesco esquema para facilitar e dar segurança à saída dos milhões de paulistanos que vão viajar para aproveitar este fim de semana prolongado. Nos terminais rodoviários e no metrô haverá carros extras para dar vazão ao aumento do volume de passageiros.A CET calcula em cerca de 1,1 milhão os veículos que deixarão São Paulo. Já a Socicam, empresa que administra os terminais rodoviários da cidade, estima em 762 mil o número de passageiros que vão embarcar ou desembarcar até segunda-feira na cidade. Cerca de oito milhões de pessoas vão usar o metrô em seis dias de operação especial.Os motoristas devem ficar atentos aos novos radares nas estradas, que vão registrar a infração por excesso de velocidade. Uma dica da CET: evite viajar no período das 8 horas ao meio-dia desta quinta-feira. O melhor horário para sair de São Paulo é entre 22 horas desta quarta e seis da manhã desta quinta. Saiba agora como funcionará todo o esquema, e bom feriado!Olho no radarA CET implantou a "Operação Estrada" a partir das 13 horas desta quarta-feira. Segundo a companhia, seus operadores estarão circulando pelos grandes corredores de tráfego da cidade e, se houver necessidade, realizarão operações manuais ou alterações nos tempos dos semáforos localizados nos principais cruzamentos. O objetivo é proporcionar segurança e fluidez ao trânsito.Trinta e sete novos radares estarão funcionando nas principais rodovias paulistas. Os aparelhos estarão em fase de teste até a meia-noite de hoje. A partir daí é para valer! Os radares estão colocados em trechos das rodovias Anhangüera, Bandeirantes, Castello Branco, Raposo Tavares, SP-340 e 344 (que ligam Campinas ao sul de Minas), Washigton Luís, SP-225 (Itirapina a Bauru), SP-350 (Casa Branca a São José do Rio Pardo), SP-342 (São João da Boa Vista ao sul de Minas) e SP-215 (Vargem Grande do Sul a Casa Branca). As concessionárias AutoBan, ViaOeste, Renovias e CentroVias, que administram essas estradas, estão informando sobre os radares em folhetos distribuídos nos postos de pedágio, faixas e painéis eletrônicos ao longo das rodovias. A única exceção é a empresa CentroVias, que atrasou a distribuição de folhetos, mas já distribuiu faixas pelas estradas.Velocidade e multaA velocidade máxima permitida nessas rodovias varia entre 80 e 120 quilômetros por hora. A maior velocidade é tolerada em algumas auto-estradas (rodovias de pista dupla), e a menor é exigida geralmente em rodovias de pista simples. No entanto, em trechos urbanos, de curva, serra ou maior periculosidade, a velocidade máxima pode chegar a 40 quilômetros por hora. O valor das multas aplicadas a quem não obedecer a esses limites fica entre aproximadamente R$ 128,00 e R$ 575,00. O motorista que ultrapassar a velocidade em até 20% pagará o menor valor e perderá 5 pontos em sua carteira de habilitação. Já quem exceder a velocidade permitida em mais de 20% perderá 7 pontos na carteira e terá de pagar o maior valor. As multas registradas pelos novos radares serão coletadas, processadas e enviadas para os infratores pelo DER, já que as concessionárias são responsáveis apenas pela compra e manutenção dos aparelhos. Radar funciona também à noiteDe acordo com o DER, os novos radares funcionam com tecnologia alemã ou norte-americana e, ao contrário dos aparelhos operados por policiais rodoviários, registrarão infrações também à noite. A maioria dos radares fixos será instalada em estradas de pista dupla. Segundo o DER, nos próximos dois meses todas as rodovias paulistas administradas por concessionárias deverão instalar novos radares, de acordo com os contratos de concessão firmados com o governo estadual.Anhangüera e BandeirantesA AutoBan, que administra as Rodovias Anhangüera e Bandeirantes, prevê a passagem de 239 mil a 293 mil veículos pelas praças de pedágios até a meia-noite de domingo. Os horários de maior movimento - das 15 às 21 horas de quarta-feira e das 8h ao meio-dia de quinta-feira. Se houver necessidade, será implantada a operação "papa-fila" - a venda de cupons de pedágio junto às filas -, para melhorar o tráfego e evitar congestionamentos. DersaA Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), empresa que administra as Rodovias Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-070), D. Pedro I (SP-065), Hélio Smidt (SP-019), Tamoios (SP-099) e Caminho do Mar (SP- 148), previu maior movimento nas rodovias entre 14 e 20 horas desta quarta-feira e das 7h às 15h desta quinta-feira. Na Rodovia Ayrton Senna/Carvalho Pinto a previsão da Dersa é de que cerca de 170 mil veículos circulem no sentido capital-interior, e 100 mil, no sentido interior-capital. Já na Rodovia D. Pedro I, sentido Jacareí-Campinas, a previsão é de aproximadamente 40 mil veículos; no sentido inverso, cerca de 43 mil veículos devem passar entre 12 horas desta quarta-feira e meio-dia da próxima segunda-feira.?Tráfego tranquilo? na Via DutraPara aqueles que pretendem seguir rumo ao interior, a NovaDutra, empresa que administra a Rodovia Presidente Dutra, informa que os motoristas devem encontrar tráfego tranqüilo no feriado e no fim de semana. A previsão era de que os horários de maior movimento de saída de São Paulo seriam das 16h às 20h desta quarta-feira e das 10h às 14h desta quinta-feira. Esquema da Baixada SantistaPara quem pretende aproveitar o feriado nas praias da Baixada Santista, a Ecovias estimou que entre 280 a 410 mil veículos desceriam a serra pelo sistema Anchieta-Imigrantes, do meio-dia desta quarta-feira até domingo. O movimento na descida para o litoral seria mais intenso nesta quarta-feira, das 16 às 2 horas; na sexta-feira, das 17 às 23 horas, e das 6 às 9 horas, no sábado.O esquema operacional de descida ocorrerá nesta quarta e amanhã: na quarta-feira, operação 3x4 (Imigrantes) das 7h às 13h; operação 4x3 (Imigrantes), das 14h às 17h; operação 5X2 (Imigrantes), das 18h às 24h; Na quinta-feira, operação 5x2 (Imigrantes), da meia-noite às 16h, e operação 4x3 (Imigrantes), das 17h às 19h.Ônibus extrasCerca de 190 mil pessoas deixam São Paulo pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara, Barra Funda e Bresser, segundo a Socicam, entre esta quarta e a próxima sexta-feira. Até segunda-feira, a Socicam prevê um movimento de 762 mil pessoas, entre embarque e desembarque nos quatro terminais. Se houver necessidade, estarão disponíveis ônibus extras para os locais mais procurados, como Rio de Janeiro e Angra dos Reis (RJ), Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e as praias do litoral norte paulista.MetrôA Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) organizou esquema especial para o feriado de aniversário da cidade. A operação "25 de janeiro", que começou nesta quarta-feira, prevê aumento dos trens disponíveis para atender às pessoas que estarão viajando pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara, Bresser e Barra Funda. Nesta quinta-feira, a oferta de trens será de aproximadamente 50% da frota. A estimativa é de que cerca de oito milhões de pessoas utilizem o metrô durante os seis dias da operação especial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.