Estacionamento onde foi realizado show do RBD é interditado

A prefeitura de São Paulo interditou na madrugada desta quarta-feira o supermercado Extra, do Grupo Pão de Açúcar, e parte do estacionamento do Shopping Fiesta, em Interlagos, na zona sul, por falta de documentação que ateste a segurança do local. Segundo o Contru, o shopping e o supermercado não entregaram os documentos para a autorização da tumultuada apresentação do grupo mexicano RBD, no último sábado, que resultou na morte de três pessoas. O evento era para ser apenas uma sessão de autógrafos, para a qual seriam distribuídas 100 senhas. Os organizadores - Fiesta, Grupo Pão de Açúcar, SBT e gravadora EMI - esperavam 3 mil pessoas. Porém, havia no local entre 10 e 15 mil pessoas, de acordo com a Secretaria da Segurança, e a banda decidiu cantar algumas músicas. Durante a segunda canção, o tumulto se generalizou, a frágil estrutura que separava os fãs do palco se rompeu e muitas pessoas foram pisoteadas. As famílias das vítimas, desoladas com o acontecimento, prestaram depoimento à polícia na última segunda-feira e prometem processar os organizadores do evento. O delegado Reinaldo Correa, titular da Delegacia Seccional de Santo Amaro afirmou que a abertura do inquérito policial, a partir do depoimento das testemunhas e patrocinadores, irá apurar se houve homicídio culposo (sem intenção de matar).

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2006 | 10h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.