Estações de metrô vão virar pequenos shoppings

As estações de metrô de São Paulo vão ficar parecidas com pequenos shoppings. A Companhia do Metropolitano abriu concorrência para lojas e lotéricas e fará novas licitações para drogarias. Está prevista até a instalação de um supermercado Carrefour sobre o Terminal Vila Mariana, na zona sul. As farmácias serão instaladas nas estações Ana Rosa, Paraíso, Clínicas, Vergueiro, Campo Limpo, Santo Amaro, Anhangabaú, Tatuapé e Corinthians-Itaquera. As propostas serão abertas no dia 9 de maio. O edital de "Concessão de uso nas estações e terminais" custa R$ 10 e está a venda na Coordenadoria de Gestão do Processo e de Cadastro de Fornecedores, no mesmo endereço. Os espaços são de 20 m² a 49,6 m². Outras 24 lojas serão abertas nas estações Tatuapé, Brás, São Bento, Brigadeiro, Trianon-Masp, República, Marechal Deodoro, Belém, Patriarca, Artur Alvim e Santana. Desse total, cinco pontos serão destinados a casas lotéricas nas estações República, Belém, Patriarca e Santana. O espaço das lojas varia de 16 m² a 79,88 m². O Metrô não aceita comércio de bebidas alcoólicas, cigarros e alimentos preparados no local. Em fevereiro, a Companhia começou a desocupar 48 quiosques de venda de produtos como bijuterias e roupas em 13 estações, incluindo Brás e Tatuapé. As mudanças e o aumento no número de quiosques têm uma explicação: além de gerar receita para o Metrô, o comércio tem a provação dos passageiros. Uma pesquisa realizada em dezembro passado mostrou que 88% dos usuários é favorável ao comércio - consideram "bom ou "muito bom".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.