Estado de SP terá que indenizar família por falha da polícia

O governo do estado de São Paulo foi condenado nesta quinta-feira a pagar indenização à viúva e dois filhos menores do desempregado Márcio Colotti Magalhães, que foi assassinado em Itaquera em setembro de 2000, aos 27 anos. O juiz entendeu que o crime aconteceu por falha da Polícia Militar, que não atendeu pedidos de auxílio pelo telefone 190 por não considerá-los prioritários.A viúva Paula Oliveira de Carvalho Magalhães e os filhos Márcio e Paloma receberão, cada um, a pensão mensal de um salário mínimo. O pagamento será contado a partir da data da ocorrência até janeiro de 2038, quando a vítima completaria 65 anos. O estado também vai pagar à família indenização de 500 salários mínimos por danos morais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.