Bruno Ponceano/Estadão
Bruno Ponceano/Estadão

'Estado' é finalista do Prêmio Vladimir Herzog com reportagem sobre os 80 anos de 'Vidas Secas'

Inspirada no aniversário da principal obra de Graciliano Ramos (1892-1953), a produção multimídia retrata a rotina do sertanejo de hoje e aborda, sobretudo, a seca e os dilemas da migração

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2019 | 19h01

SÃO PAULO - A reportagem "Vidas Secas - 80 anos", do Estado, é finalista do 41.° Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Os finalistas foram anunciados nesta quarta-feira, 2, e o trabalho concorre na categoria produção jornalística em multimídia. Veja aqui a reportagem. 

Inspirada no aniversário da principal obra de Graciliano Ramos (1892-1953), a produção multimídia retrata a rotina do sertanejo de hoje e aborda, sobretudo, a seca e os dilemas da migração. Memória, políticas assistenciais, escolarização e violência são outros temas trazidos na reportagem.

Para "Vidas Secas - 80 anos", os repórteres Felipe Resk (texto) e Daniel Teixeira (foto) percorreram 450 quilômetros no interior do Nordeste, por cidades relacionadas à biografia de Graciliano. Aspectos da obra foram discutidos por Guilherme Sobota (texto), que recorreu a familiares do escritor e pesquisadores, e foi ao Rio entrevistar Luiz Carlos Barreto, diretor de fotografia do filme ‘Vidas Secas’ (1963). O multimídia traz, ainda, ilustrações de Bruno Ponceano. 

Um dos prêmios jornalísticos mais tradicionais do Brasil, o Vladimir Herzog foi criado em 1977, dois anos após a morte do jornalista que leva seu nome, nas dependências do DOI/Codi, durante os anos de chumbo da ditadura militar. O prêmio valoriza reportagens ligadas a direitos humanos.

Na categoria, também concorrem os trabalhos "Monitor da Violência: um ano depois", do G1; "Segunda chance", do JC Online; e "Sem direitos: o rosto da exclusão social no Brasil", do Projeto Colabora. A divulgação dos premiados acontece na sexta-feira, 11, em sessão pública na Câmara Municipal de São Paulo.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.