DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

'Estado' é finalista em cinco categorias do Prêmio Esso

Jornal concorre com três séries de reportagens de texto, um trabalho fotográfico e uma criação gráfica; nesta edição, 1.021 trabalhos foram inscritos e 70 chegaram à final

O Estado de S. Paulo

17 Setembro 2015 | 00h20

O Estado recebeu sete indicações ao Prêmio ExxonMobil 2015, antigo Prêmio Esso, o maior do jornalismo brasileiro. O jornal concorre em cinco categorias com três séries de reportagens de texto, um trabalho fotográfico e uma criação gráfica. Nesta edição do prêmio, 1.021 trabalhos foram inscritos e 70 chegaram à final. A lista de vencedores será divulgada em 19 de outubro. 

"A farra do Fies", dos repórteres José Roberto de Toledo, Paulo Saldaña e Rodrigo Burgarelli, é o grande destaque e concorre em três categorias: Educação, Informação Econômica e Regional Sudeste. A série de reportagens revelou que, apesar de gastar R$ 24 bilhões a mais com o programa de financiamento estudantil após mudar as regras para estimular novas adesões em 2010, o ritmo de crescimento de matrículas no ensino superior privado diminuiu nesse mesmo período.

Na categoria Criação Gráfica, os diagramadores Adriano Araújo, Andrea Pahim, Thiago Jardim e Viviane Jorge disputam o prêmio com o trabalho "SP 461", que foi feito em comemoração ao aniversário de São Paulo e traz uma linha cronológica com histórias da cidade.

Dida Sampaio concorre na categoria Fotografia com a imagem abaixo, de junho, que mostrava que a presidente Dilma Rousseff havia saído para pedalar com um segurança e um personal trainer nos arredores do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Por fim, na categoria Regional Sudeste, além de "A farra do Fies", o Estado compete com mais dois trabalhos. O repórter Leonêncio Nossa e o fotógrafo Dida Sampaio participam com a reportagem "Favela Amazônia", que aborda a violência e as violações aos direitos humanos e ao meio ambiente na floresta tropical. Já "Perigosas Pedaladas: as manobras fiscais que encurralam Dilma" apresenta matérias sobre o que levou às pedaladas fiscais no governo Dilma Rousseff feita por João Villaverde, Adriana Fernandes, Murilo Rodrigues Alves, Fábio Fabrini, Nivaldo Souza e André Borges.

Metodologia. As categorias de mídia impressa, telejornalismo e fotografia terão seus vencedores escolhidos por comissões distintas. Para a mídia impressa, uma comissão composta por cinco jornalistas, em reunião presencial no Rio, decidirá quais serão os vencedores.

O trabalho vencedor na categoria Telejornalismo será escolhido pela comissão de premiação específica, também com a presença dos jurados. A foto vencedora, por sua vez, será eleita via internet por uma comissão especial composta por 50 editores de fotografia de todo o Brasil. O valor total dos prêmios é de R$ 123,2 mil.

Mais conteúdo sobre:
Prêmio Esso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.