Estado não será passado para trás, diz petista

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, disse ontem em Araçatuba que, se eleito, o Estado vai entrar na guerra fiscal. "Não vamos deixar nosso Estado ser passado para trás como aconteceu nos últimos anos, quando o interior perdeu muitas indústrias para o Mato Grosso do Sul."

Chico Siqueira, Especial Para o Estado, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2010 | 00h00

Após participar de uma carreata pelas ruas da cidade em um jipe, Mercadante caminhou pelo calçadão comercial, posou para fotos e deu entrevistas.

Ao comentar a tática de sua campanha, de enaltecer a gestão do presidente Lula, o petista voltou a atacar o PSDB. "Eles continuam escondendo o Fernando Henrique Cardoso porque não têm o que falar sobre o governo dele. Imagino que ele esteja muito aborrecido com isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.