Estado pagará indenizações em caso de demora, diz Serra

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), voltou a dizer nesta quinta-feira, 18, que as vítimas do acidente que ocorreu nas obras da Estação Pinheiros, da futura linha amarela do Metrô, devem procurar o consórcio de construtoras para receber indenizações referentes à perda de familiares e de suas casas, mas assegurou que, caso haja demora no recebimento dos seguros, o Estado fará o depósito antecipado às vítimas e descontará os gastos dos pagamentos que faz às construtoras."As indenizações cabem ao consórcio. O Estado tem papel nisso, até porque se houver demora, o Estado paga e desconta do pagamento do consórcio", afirmou, após vistoriar as obras do Hospital Cândido Fontoura, na Água Rasa, zona leste de São Paulo.Ao ser questionado sobre se o consórcio recebia um pagamento extra cada vez que o Metrô fazia vistoria da obra, de acordo com cláusula contratual, Serra respondeu que a questão deveria ser tratada diretamente com o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.Serra reafirmou que a prioridade do Estado é o atendimento às vítimas do acidente e que as famílias já estão recebendo assistência jurídica para resolver problemas referentes a indenizações. Ele destacou ainda a importância do trabalho dos Bombeiros, que considerou heróico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.