Estados Unidos enviam auxílio para vítimas da chuva no Rio

Estados Unidos enviam auxílio para vítimas da chuva no Rio

Além de dinheiro, governo norte-americano enviará kits higiênicos que serão entregues às pessoas que foram deslocadas de suas casas

Renata Giraldi, da Agência Brasil

09 de abril de 2010 | 14h23

BRASÍLIA - O governo dos Estados Unidos vai enviar US$ 50 mil para ajudar as vítimas das enchentes e desabamentos no Rio de Janeiro e seus municípios. Além do dinheiro, o governo norte-americano vai enviar kits higiênicos que serão entregues às pessoas que foram deslocadas de suas casas devido às inundações e deslizamentos de terra ocorridos no Rio de Janeiro.

 

 

Veja também:

linkPrefeitura de Niterói vai pagar custos de enterros

linkChuva faz Salvador cancelar as aulas

linkGoverno: Lixo em decomposição causou deslizamento em Niterói

mais imagens Imagens sobre o drama da chuva

especial As áreas afetadas pela tragédia

 

A ajuda será enviada pela Agência dos Estados Unidos para Desenvolvimento Internacional (Usaid) e pelo Escritório de Assistência a Desastres Internacionais (Ofda). Segundo a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, o apoio às vítimas tem o objetivo de complementar os esforços dos governos do estado do Rio de Janeiro e dos municípios.

 

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, afirmou que o apoio norte-americano é uma ação de solidariedade.

 

"Queremos expressar nossas condolências, oferecer nosso apoio ao povo do Rio de Janeiro durante esse período de dificuldade e mostrar nosso respeito pela força e pela perseverança do espírito fluminense na figura dos socorristas envolvidos no resgate daqueles afetados por essa tragédia".

 

Desde o começo desta semana, a chuva e os desabamentos não cessam nas cidades do Rio de Janeiro, de Niterói e São Gonçalo. Pelo menos 14 mil pessoas estão desabrigadas. As mortes aumentam a cada nova etapa de buscas, o número de mortos passa de 180 em todo o estado.

Mais conteúdo sobre:
chuvas no RioauxílioEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.