Estelionatária conhecida como 'rainha das chuteiras' é presa

Ela agia no Rio e vendia passagens falsas para jogadores de futebol usando cartões de crédito clonados

Talita Figueiredo, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2008 | 13h36

A polícia do Rio prendeu nesta quinta-feira, 25, Samanta de Almeida Rama, de 41 anos, acusada de integrar uma quadrilha que provocou prejuízo de mais de R$ 1 milhão a uma companhia aérea vendendo passagens pela metade do preço usando dados de cartões de crédito furtados. No mês passado, outras três pessoas do bando foram presas. Segundo a polícia, entre os clientes da suposta agência de viagem estão profissionais liberais e jogadores de futebol. Samantha, conhecida como "Rainha das Chuteiras", foi presa em sua casa em Itaipu, região oceânica de Niterói, na região metropolitana do Rio. Lá, a polícia apreendeu computadores e agendas com anotações da quadrilha.   De acordo com os policiais da DRF (Delegacia de Roubos e Furtos), entre as falcatruas de Samantha está a venda, na véspera do jogo final do campeonato da Copa do Brasil, de passagens falsas para jogadores do Corinthians. A quadrilha usava dados de cartões de créditos furtados por frentistas de postos de gasolina para pagar as passagens e cobrava até 50% dos clientes. Quando o titular do cartão de crédito percebia no extrato a compra da passagem, ela era cancelada e a empresa aérea lesada. A fraude foi descoberta depois de a polícia deter sete passageiros que compraram essas passagens e deram informações de quem as vendeu, em março deste ano. Os investigadores informaram que, apesar de a maioria dos clientes da suposta agência não saber do estelionato, na hora da emissão do bilhete estava impresso o valor real da passagem e não o que havia sido pago. No ano passado, segundo da DRF, a WebJet teve prejuízo de mais de R$ 1 milhão. Mês passado, com a prisão dos três primeiros acusados, confirmou ter feito a denúncia à polícia e ter colaborado com as investigações. A reportagem não havia conseguido contactar a assessoria do Corinthians. (Com Solange Spigliatti, do estadao.com.br) Atualizado às 20h08 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
estelionatoRioRainha das Chuteiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.