Estelionatários são presos em flagrante em Jaú

Os estelionatários Fernando Alves de Souza, de 65 anos, e Elmo Almeida Rocha, de 47 anos, moradores de Rio Claro, foram presos em flagrante ontem por volta da das 13h30, em Jaú, quando tentavam aplicar o "conto do bilhete premiado" numa costureira de 55 anos de idade. A prisão aconteceu quando ambos conversavam com a mulher, afirmando terem um bilhete de loteria premiado de R$ 9 mil. Rocha dizia-se analfabeto e tentava convencer a mulher a comprar o seu bilhete, quando Souza chegou dizendo que havia ido conferir na casa lotérica e que ele realmente estava premiado. No entanto, os dois não contavam com um imprevisto. Um transeunte, que ouviu parte da conversa, avisou a Polícia Militar e os dois acabarem presos no próprio local. Ao ser abordado, Souza foi logo declarando ao policial sua condição de estelionatário "com muito orgulho". Levado ao 1º Distrito Policial, ele disse ao delegado Wanderley Benedito Vendramini que "está no ramo há mais de 40 anos". Embora sejam de Rio Claro, os dois têm registros recentes de prisão em flagrante em Marília, Duartina, Pongaí, São Carlos e Jaú, tudo pela prática de estelionato. O delegado Vendramini disse que a polícia de Jaú registra, todos os meses, pelo menos três ocorrências do golpe do bilhete premiado, e acredita que parte das vítimas, envergonhadas, não registram ocorrência. Souza e Rocha foram levados à cadeia local, à disposição da justiça. A costureira que abordaram levava na bolsa R$ 600,00, destinados ao pagamento de despesas médicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.