Estelionatários são presos em flagrante em São Paulo

Dois estelionatários acabaram presos quando tentavam aplicar um golpe nos participantes do congresso de odontologia no pavilhão de exposição do Parque Anhembi, em São Paulo.Paulo César Marinho de Resende e sua irmã Gilcéia Marinho de Resende, naturais do Rio de Janeiro, registraram queixa de roubo de um talão de cheques, sustaram os documentos e em seguida realizaram várias compras com os mesmos cheques mediante a apresentação de documento falso.A dupla se inscreveu no evento como proprietária de uma empresa de equipamentos odontológicos, a União Prótese Dentária. Nesta terça-feira pela manhã, eles procuraram o posto de Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) do Parque Anhembi, para registrar um boletim de ocorrência (BO) sobre roubo de cheques. Horas depois, seriam surpreendidos pela polícia quando tentavam adqüirir equipamentos com o mesmo talão citado no BO.A denúncia que levou à prisão partiu de um expositor da Bahia, que já havia sido vítima da dupla e reconheceu Paulo César circulando pela feira. O estelionatário também foi reconhecido por policiais da Divisão de Investigações Gerais (DIG), que estavam no Congresso e deram a voz de prisão.Num Fiat Uno com placas de Campinas, que era usado por Paulo e Gilcéia, foram encontrados aproximadamente R$ 9 mil em equipamentos odontológicos comprados com os cheques sustados.A mercadoria foi apreendida juntamente com um RG falsificado em nome de Paulo César Ferreira. A polícia acredita que os golpistas agiam em vários Estados, lucrando milhares de reais com a revenda das mercadorias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.