Estiagem castiga a maior parte dos municípios gaúchos

A estiagem que atinge o Rio Grande do Sul desde o ano passado, além de causar estragos e prejuízos na agricultura também compromete o abastecimento de água em dezenas de cidades, com 304 municípios já em situação de emergência. Segundo a empresa InfoTempo, as cidade de São Gabriel, na fronteira oeste, e Redentora, na região noroeste, foram as últimas a ingressar na lista. A falta de chuva que atinge cerca de 60% das cidades gaúchas está sendo considerada a segunda seca mais intensa dasúltimas décadas. A maior estiagem é a que ocorreu em 1991, quando 86% dos municípios decretaram estado de emergência. Durante o mês de março, quase todo o Estado registrou menos de 50% da média histórica de precipitação. Apenas o nordeste gaúcho teve um aumento significativo da chuva em função da passagem do ciclone "Catarina", disse ometeorologista da InfoTempo Carlos Repelli.A previsão é de que o tempo continue estável e ensolarado em todo o Rio Grande do Sul até a quinta-feira, quando chuvisca devez em quando no norte do Estado. Na sexta-feira, os chuviscos devem atingir a maioria das regiões gaúchas, exceto o sul, ondeo tempo fica estável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.