Estiagem dá trégua a partir de sábado

Choveu nesta quarta-feira, 26, nas regiões Norte, Nordeste e Sul do país. Em Porto Alegre e Canoas, no Sul, as precipitações de fraca intensidade foram freqüentes durante todo o dia. Em Santa Maria houve até trovoadas e pancadas mais fortes. Na região de Florianópolis, em Santa Catarina, também choveu, assim como nas cidades do outro extremo do país como Itaituba (Pará), João Pessoa e Campina Grande (Paraíba) e Natal (Rio Grande do Norte) e Salvador (Bahia).A frente fria que está na região Sul do Brasil vai deixar o tempo nublado e com possibilidade de chuva nos Estados de Santa Catarina e Paraná nesta quinta-feira. Em São Paulo a estiagem só deve dar uma trégua na madrugada de sábado. A frente fria que vem do Sul do país chega ao Estado paulista pela região das cidades de Ourinhos e Avaré, onde pode chover ainda na noite de sexta-feira. O dia será nublado e a frente fria caminha em direção ao centro do Estado provocando também chuva na tarde de sábado na capital paulista e no interior. Em boa parte do Brasil a grande massa de ar seco continua predominando, impedindo a formação de nuvens e chuva e reduzindo a umidade relativa do ar, podendo ficar abaixo de 20% no período da tarde nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. A umidade relativa do ar é adequada acima de 40%.No Estado de São Paulo, um dos municípios com mais seca foi São José do Preto, onde a umidade ficou em 14%. Em Ribeirão Preto foi de 15% e Bauru, 21%. Nas cidades do Vale do Paraíba a umidade foi de 21%. Em Belo Horizonte (MG) foi de 17% por volta das 17 horas. A partir de sábado, em todo país, a situação melhora já que a frente fria consegue quebrar o bloqueio atmosférico, provocando frio e chuva para a próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.