Estiagem garante cumprimento das obras em Congonhas

O superintendente da Infraero regional Sudeste, Edgar Brandão Filho, avaliou nesta terça-feira, 6, que a fase atual das obras na pista auxiliar do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, está sendo realizada antes do prazo previsto. Segundo ele, isto é atribuído a falta de chuvas. "Havia uma previsão de chuva que não ocorreu, isso ajuda bastante neste tipo de obra. Agora, após a fresagem na pista, iremos iniciar a fase mais demorada, que é a recuperação das trincas e o acabamento da capa asfáltica", declarou. Os serviços de requalificação da pista auxiliar começaram no dia 27 de fevereiro e a liberação deve ocorrer em 75 dias. De acordo com informações da reportagem da Rádio Eldorado AM, superintendente também garantiu que as obras em Congonhas não alteraram a rotina dos passageiros. Segundo ele, os atrasos verificados desde o início dos serviços, são os mesmos registrados no final do ano passado. "Se eu trabalho com um tempo médio de atraso de 45 a 50 minutos, e antes esse tempo era próximo, então entendemos que ainda estamos mantendo". Ele disse que nos próximos 20 dias a Infraero vai se posicionar em relação à média de atrasos.Filho concluiu que mesmo que os atrasos registrados em vôos em Congonhas a partir do inícios das obras tenham sido provocados pelos serviços, a Infraero não se responsabiliza pelo prejuízos dos passageiros. Segundo ele, os consumidores lesados devem procurar as companhias aéreas ou mesmo o Procon para fazer a reclamação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.