Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Estrada provoca polêmica entre Denit e procuradores

A recuperação da Rodovia Transbrasiliana (BR-153), de responsabilidade do governo federal, se transformou numa queda de braços entre o governo e procuradores da República. A Justiça Federal, no julgamento de uma ação civil pública, determinou que o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Denit) começasse imediatamente as obras de recuperação. O prazo venceu no último domingo, mas o órgão anunciou apenas um convênio com o Exército para fazer uma operação tapa-buraco no trecho entre as cidades de Marília e Getulina, no interior de São Paulo. O Exército deve começar a trabalhar no trecho entre Lins e Ourinhos, considerado crítico, somente no próximo dia 20. A Procuradoria da República afirma que, além da operação tapa-buraco, deveriam ser adotadas medidas mais efetivas, como o acerto de sinalização e do acostamento. O procurador Jefferson Dias afirmou hoje que vai entrar com ação pedindo interdição do trecho e a prisão dos diretores do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes em São Paulo e em Brasília. O Denit informou que a operação tapa-buraco cumpre a determinação da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.