Estradas federais de SP têm menos mortes no Natal de 2008

No Rio, número de mortes nas estradas federais cresceu cerca de 200% em relação ao mesmo período de 2007

Da Redação,

29 de dezembro de 2008 | 16h49

O número de acidentes, feridos e mortes no feriado de Natal de 2008 caiu em relação ao ano passado nas estradas federais que cortam o Estado de São Paulo. De acordo com balanço preliminar da Polícia Rodoviária Federal, entre a 0h do dia 20 e às 24h do dia 27, foram contabilizados 285 acidentes, com 129 feridos e 7 mortos. No mesmo período de 2007 a PRF registrou 335 acidentes, 177 feridos e 13 mortos. A Polícia Rodoviária só deve soltar um balanço comparativo de todas as estradas do País no dia 5 de janeiro, quando termina a operação fim de ano.   Veja também: Confira o que abre e o que fecha na capital no réveillon  600 mil veículos descerão para o litoral   Rodoviárias de SP devem receber 2,4 milhões de passageiros  Polícia Rodoviária alerta para chuvas e buracos nas estradas   Em São Paulo, a Polícia Rodoviária Estadual registrou 955 acidentes em quatro dias, sendo que 574 pessoas ficaram feridas. Segundo o balanço divulgado nesta segunda, ocorreram 309 acidentes, deixando 147 pessoas feridas e 34 mortes. O acidente mais grave, segundo a PRF-SP, aconteceu na Rodovia Fernão Dias, onde um carro capotou na altura do Km 27, região de Bragança Paulista. Os três jovens, de idades entre 20 e 23 anos, foram arremessados para fora do carro e morreram na hora.   Minas e Rio   Segundo a PRF de Minas, foram 529 acidentes que deixaram 617 feridos em oito dias. Em relação ao mesmo período de 2007, o Estado teve 52,2% mais acidentes, quando houve 224 registros, com 456 feridos e 31 mortes.   O número de mortes nas estradas federais do Rio de Janeiro cresceu cerca de 200% durante o feriado de Natal. De acordo com a PRF, foram registrados 283 acidentes com 102 pessoas feridas e 14 mortos entre os dias 23 e 28 de dezembro. Os números são altos quando comparados com o feriado prolongado no Natal do ano passado, que ocorreu entre os dias 21 e 26 de dezembro, quando foram registrados 245 acidentes com 100 feridos e cinco mortos.   Enquanto o percentual de mortes nas rodovias federais fluminenses aumentou cerca de 200%, o número de pessoas feridas se manteve estável no quadro comparativo entre os dois anos e o índice de acidentes foi 10% maior.   Anhangüera-Bandeirantes   Duas pessoas morreram e outras 43 ficaram feridas em acidentes registrados durante o feriado de Natal no Sistema Anhangüera-Bandeirantes, que liga São Paulo ao interior do Estado, segundo balanço parcial da concessionária AutoBan. Segundo a concessionária, entre a 0 hora de terça-feira, 23, e 17 horas deste domingo, 28, foram registrados nas duas rodovias 68 acidentes, entre os 699 mil veículos que trafegaram pelo Sistema no período.   Anchieta-Imigrantes   O Sistema Anchieta-Imigrantes, que liga São Paulo à Baixada Santista, não registrou acidentes com mortes no feriado de Natal, segundo balanço divulgado pela Ecovias. Entre os dias 22 e 28 de dezembro, foram contabilizados 100 acidentes: 78 sem vítimas e 22 com vítimas. Ao todo, os acidentes deixaram 68 feridos - 58 com ferimentos leves e dez em estado grave.   No mesmo período de 2007, foram registrados 179 acidentes, 76 com vítimas e 103 sem vítimas. Das 166 vítimas, cinco ficaram em estado grave e 161 foram removidas com ferimentos leves. Em 2007, também não foi registrada nenhuma morte. Entre os 5.952 atendimentos realizados pela concessionária em 2008, 180 foram socorros médicos; 2.712, socorros mecânicos e 3.060, atendimentos por guincho.   Ainda segundo a concessionária, mais de 471 mil veículos utilizaram as estradas do sistema para chegar à Baixada Santista no feriado. Até a meia-noite de domingo, 28, 341 mil veículos tinham retornado à capital. O número ficou dentro das previsões da concessionária, que esperava entre 425 e 575 mil veículos viajando para o litoral.   Na última sexta-feira, 26, a concessionária registrou os maiores índices de lentidão. A chuva que atingiu o sistema durante todo o dia causou congestionamentos principalmente na saída de São Paulo pela Rodovia dos Imigrantes até a altura do pedágio. Outro ponto de lentidão foi registrado entre os quilômetros 62 e 70 da Imigrantes, na região dos semáforos, em São Vicente.   A contagem mais alta no sentido litoral foi registrada entre 15h e 16 horas de sexta-feira, quando 7.667 veículos passaram pelos pedágios do sistema. No sentido capital, o pico de veículos foi registrado na noite de domingo, entre 21h e 22 horas, quando 6.745 veículos subiram a serra.     (Com informações de Fabiana Marchezi, Felipe Oda e Solange Spigliatti, do estadao.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.