Estradas federais têm 92 mortes no feriado prolongado

Número de vítimas cai e estradas paulistas registram 30 mortes; MG tem o maior número de acidentes

Fabiana Marchezi e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

15 Outubro 2007 | 10h01

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 92 mortes durante os quatro dias da Operação Nossa Senhora Aparecida, que começou na quinta-feira, 11. Segundo informações da GloboNews, ainda não confirmadas pela assessoria da PRF, os quatro dias de operação tiveram 1.592 acidentes, sendo que 1.187 pessoas ficaram feridas.   Seis mortos e pelo menos 25 feridos em acidente de ônibus   Em São Paulo, o número de vítimas nos acidentes caiu 29,7%, e 30 pessoas morreram nos 1.043 acidentes registrados entre a quinta-feira, 11, e o domingo, 14. De acordo com a Polícia Rodoviária de São Paulo, foram registrados mais casos de embriaguez em São Paulo. Foram 23 casos contra os 19 contabilizados no feriado de 2006.   Minas   Minas Gerais teve o maior número de acidentes, sendo que 17 pessoas morreram e 198 ficaram feridas em 263 acidentes no Estado. Apesar do maior número de acidentes, o número de vítimas foi menor em comparação ao último feriado prolongado, de 7 de setembro, quando 22 pessoas morreram nas estradas mineiras. Segundo a polícia, cerca de 85% dos acidentes foram provocados por imprudência ao volante e excesso de velocidade.   O resultado final da Operação Nossa Senhora Aparecida será comparado com os dados da Operação Independência de 2007, que teve o mesmo número de dias. A decisão foi tomada em razão do feriado de 12 de outubro de 2006 ter caído em uma quinta-feira, tendo um dia a mais. Na Operação Independência foram registrados 1.754 acidentes, 101 mortes e 1.186 feridos.   Texto alterado às 10h32 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.