Estradas federais têm 97 mortes no feriado prolongado

Os Estados com o maior número de acidentes são Minas, Santa Catarina e Rio de Janeiro, respectivamente

Paulo R. Zulino, estadao.com.br

22 de abril de 2008 | 14h35

A Polícia Rodoviária Federal divulgou, no início da tarde desta terça-feira, 22, o balanço das ocorrências registradas em todo o País neste feriado prolongado de Tiradentes. Da zero hora de sexta-feira, 18, até meia-noite de segunda-feira, 21, foram registrados 1.837 acidentes, que resultaram em 97 mortos e 1.214 feridos. Foi a primeira vez no ano em que a quantidade de vítimas do trânsito superou período equivalente de 2007.   Segundo a Polícia Rodoviária Federal, além das fortes chuvas que caíram em Estados importantes como São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro, o efetivo colocado para o trabalhou foi insuficiente. A Polícia Rodoviária Federal alega que, desde janeiro, todo o quadro de servidores tem dobrado a escala de horas trabalhadas a cada feriado. Em quatro meses, foram quatro operações especiais, sem contar as datas festivas regionais.   Por todo País, a causa mais observada para os acidentes voltou a ser a imprudência, ou seja, casos pontuais que, somados, alimentam as estatísticas de violência. Os Estados com mais acidentes foram Minas Gerais (284), Santa Catarina (203), Rio de Janeiro (167), São Paulo (161) e Rio Grande do Sul (155). O ranking de mortes é liderado por Rio Grande do Sul e Bahia (11), seguidos por Minas Gerais e Rio de Janeiro (dez), Santa Catarina e Pará (seis), São Paulo e Pernambuco (cinco), e Paraná, Espírito Santo e Rio Grande do Norte (quatro). Já o gráfico de feridos é encabeçado por Minas Gerais (207), Santa Catarina (148), Rio Grande do Sul (108), Bahia (83) e Paraná (73).

Mais conteúdo sobre:
acidentes de trânsitoferiadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.