Estrangeiras lançam guia em inglês sobre São Paulo

Mudar-se para São Paulo da noite para o dia, sem falar uma palavra em português, e esperar que a maior cidade do Brasil estivesse preparada para receber pessoas de qualquer parte do mundo foi o grande engano da libanesa Leslie Nicolas Nasr e da americana Tracy Harrison Peixoto. A duas demoraram para se adaptar à capital que recebeu, só em 2006, 2,5 milhões de visitantes de outros países. Para evitar que outros estrangeiros enfrentem as mesmas dificuldades, as duas resolveram compartilhar as experiências no livro Living in São Paulo - The L&T Guide, lançado na terça-feira, 20, pela Editora Larousse, e escrito em inglês. ?Quando nos conhecemos tanto eu, quanto Tracy já tínhamos a idéia de compartilhar nossas experiências. Foi então que nos juntamos?, disse Leslie, que se mudou para Nova York, em setembro do ano passado.Há dicas de onde comprar e se divertir, e uma sessão inteira sobre os hábitos brasileiros, ou ?brasilianismo?. De maneira irreverente, ensinam o significado e a pronúncia de expressões. E aconselham o estrangeiro a assistir a novela das nove, fonte de expressões coloquiais. ?O depoimento de quem é visitante transmite mais credibilidade do que da pessoa que mora no destino?, disse o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio de Carvalho.Para criar uma política de turismo no centro de São Paulo, 800 estudantes e professores de turismo, hotelaria e lazer, de seis universidades da capital, vão mapear a região nos próximos meses no projeto Turismo no Centro. ?É uma parceria inédita com universidades, setor público e privado e o terceiro setor?, afirmou o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (PFL). Colaborou Alexandra Penhalver

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.